quinta-feira, 26 de novembro de 2009

"Eu, porém..." Miquéias 7:1-7

Miquéias detona no capítulo 7!
Ele fala a situação real, com a autoridade que os profetas de verdade tem.
Confira:

1 Ai de mim! Sou como um homem faminto que depois da colheita procura figos nas figueiras e uvas nas parreiras, mas não encontra nada porque todas as uvas e todos os figos maduros foram colhidos.

Você já teve a sensação de estar num deserto? Já passou por um período de esterilidade, onde nada parecia bom? Miquéias entende você.
Miquéias procura justiça, alguém para elogiar, para admirar, para se aproximar.
No entanto, só encontra folhas, e nenhum fruto.

2 No país inteiro não há uma só pessoa honesta, nem uma que obedeça a Deus. Todos estão procurando matar os outros; cada um procura pôr o seu patrício na cadeia.

Uau! Onde e quando foi escrito isso? Em Brasília? No Senado? Nada poderia ser mais atual!
Lembre-se apenas que Miquéias está falando do suposto "povo de Deus".
Miquéias fala da igreja. No país inteiro significa "em toda a igreja, em todo o mundo cristão".
Honestidade para o cristão é obrigação, não é um "extra" opcional. Obediência é algo tão natural como respirar. E Jesus deixou claro que odiar também é matar.
Deus olha para a igreja e desafia: Dai voltas às ruas de Jerusalém; vede agora, procurai saber, buscai pelas suas praças a ver se achais alguém, se há um homem que pratique a justiça ou busque a verdade; e eu lhe perdoarei a ela.


3 Todos estão prontos para fazer o que é mau. Autoridades exigem dinheiro por fora, e juízes recebem presentes para torcer a justiça. Os poderosos contam como vão satisfazer os seus maus desejos. Todos planejam fazer coisas más.

Que tipo de sociedade é essa onde os maus contam seus planos, onde os golpistas se gabam de sua esperteza?
Experimente dizer que devolveu o dinheiro juntamente com a carteira que você encontrou. Vão rir de você, ou vão chamar a mídia pra fazer um documentário sobre honestidade.
Experimente contar ao futuro comprador do seu carro a quilometragem correta e o real estado do motor. Ele vai rir de você e a sua fama de "trouxa" se espalhará no mercado.

A "lei de Gérson" (o importante é levar vantagem em tudo) encontra solo fértil no cristianismo nominal.

4 Mesmo as melhores pessoas, as que são mais honestas, não valem mais do que espinheiros. Mas está chegando o dia em que Deus vai castigá-los, conforme os vigias dele, isto é, os profetas, anunciaram. Naquele dia, haverá confusão geral.

Parece que Miquéias tenta olhar com otimismo.
Parece que ele consegue detectar uma exceção.
Não. É só aparente.
As pessoas mais honestas da igreja são desagradáveis. Espinhos são duros e machucam.
"Aquele ali é crente! É honesto. Mas não chegue perto dele, se não você vai se ferir".
Crente chato, cristão mala, inconveniente, que confunde santidade com arrogância e quer a todo custo chamar o pecado das pessoas pelo nome.
Fomos chamados para dar sabor à vida das pessoas.
Somo a luz e o sal, não as trevas e o vinagre.

5 Não acreditem nos vizinhos, nem confiem nos amigos. Cada um tome cuidado até com o que diz à sua mulher.

Esse é um alerta para o crente "Poliana Menina", que acha tudo um mar de rosas.
Não é sábio ser um crente de plástico que anda rindo o tempo inteiro, que leva ao pé da letra o hino "sempre alegre", que não vê maldade em nada.
Esse verso é para aqueles que sempre reclamam do prejuízo que tomaram por confiar demais, por esperar demais das pessoas.
Falta a prudência da serpente a essas pessoas.
Se os versos anteriores falavam do crente mau-caráter, esse verso é um alerta para o bobo-alegre: Fica esperto! Julgue!
Devemos julgar sim! Mas isso fica para um outro post.

6 Pois hoje em dia os filhos desprezam os pais, as filhas desobedecem às mães, e as noras brigam com as sogras; e os piores inimigos de qualquer pessoa são os próprios parentes.

Falou da sogra!!!
Descreveu com exatidão o caos familiar!
Jesus repetiu essa idéia em Mateus 10:21, 35-36.
Se Jesus repetiu, é porque é sério.
Se você sofre perseguição dentro da sua própria casa, parabéns: bem-vindo ao time!

Mas após criar um clima tenso, descrever a situação tenebrosa e sem esperança que vivia, Miquéias olha pra cima...

Louvado seja Deus pelo verso 7!


7 Eu, porém, ponho a minha esperança em Deus, o SENHOR, e confio firmemente que ele me salvará. O meu Deus me atenderá.

Eu, porém...
Eu, porém...

Aleluia! Existe um "porém".
Não desanime, não desista: existe um "porém"!

A minha esperança está em Deus. É pra Ele que vou olhar, não para a desgraça que me cerca.
É ao Senhor que vou clamar, não aos homens. NEle eu espero, e Ele me atenderá.

Que o Espírito Santo escreva um "porém" enorme no seu coração.
Seja você a exceção, a refutação das verdades indiscutíveis de uma sociedade podre.
Que você seja o "porém" de Deus!


Kirk Franklin resume o sentimento do verso 7 na fantástica "Always"

Um comentário:

  1. Vanessa, vc tem o dom de escrever palavras eternas de modo moderno e altamente compreensível. Que Deus continue a abençoar sua vida ricamente.

    ResponderExcluir